Seguidores

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Desapego



Desapego

Acontece naturalmente esse desapego a palavra
Já não me causa quase nenhum desassossego, nenhuma inquietação
Meus olhos assistem (quase secos) essa provável despedida
Nem breve, nem tardia (nem má, nem bem vinda) apenas despedida
Emudeceu alguma coisa aqui dentro e o meu olhar azul
agora tem a cor verdadeira dos meus olhos castanhos
Vai distante a poesia, além do que possa alcançar meus sentidos
Ela vai assim como veio um dia (sem tempo, sem hora, sem aviso)
No meu silêncio há um certo pesar, mas não mais a antiga agonia,
não mais a antiga dor que me afligia.
Por hora, já não tenho mais nada a dizer, já não sinto que tenha
Do amanhã eu nada sei, quem sabe??

regina ragazzi 

sábado, 22 de dezembro de 2012

BOAS FESTAS!!!!



Queridos amigos,
Infelizmente não deu tempo  para visitar todos como eu gostaria mas deixo aqui o meu desejo de um FELIZ NATAL e um 2013 de muitas alegrias, sucesso, paz, amor.

Um beijo bem grande a cada um de vocês amigos e poetas que passaram por aqui e deixaram uma palavra
de carinho, de amizade, de incentivo

Foi muito bom conhecer e interagir com todos vcs


Sempre meu muito obrigada!!!


regina ragazzi



quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

...

Dispenso essa palavra anêmica
Que sai da minha boca
Falta cor nessa palavra , falta viço
Falta nela todos os sentidos

Adoece a palavra em minha boca
E eu nem me dei conta disso...

regina ragazzi



Se fosse verdade...



Ah... despedida!
Ter que partir
quando ainda
me cabe a vida...

regina ragazzi

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Ao vento...


Ao vento...

Pende...
Curado... incurado...
Prevalece o sol...

regina ragazzi

No jardim...

No jardim...

Parecem bailarinas,
parecem anjos,
mas são flores,
vestidas de branco...

regina ragazzi

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Sensibilidade

Sensibilidade...

Se me tocas assim, desse jeito
Com tamanha devoção
Me arrancas os sons mais perfeitos
pra compor tua canção...

regina ragazzi

Intimidade...


intimidade...

Na cumplicidade do toque
segredos revelados
à meia-luz...

regina ragazzi

sábado, 1 de dezembro de 2012

NOVO BLOG!!!!!

Prezados amigos.
Meu novo blog (ainda em construção)

reversos... e alguns versos...
http://poemasversosereversos.blogspot.com.br/

O lado reverso da minha poesia
Poemas que estou resgatando
dos meus primeiros contatos com a poesia,
alguns já postados aqui, outros não.
E outros mais recentes

Achei importante fazer isso,
porque é uma poesia que eu gosto tb de escrever,
embora já não as escreva muito,
e acho que já não cabem mais aqui...
Daí, a separação...
Um arquivo que quero ter mais em mãos
Se quiserem conhecer, será um prazer...

Bjssss

regina ragazzi




Passarinho...



Passarinho...

Que importa azul ou cinza
se o passarinho voa a qualquer tempo,
a qualquer sol, a qualquer chuva,
a qualquer vento...

Leve ele vai... e pousa... e voa...
Asas abertas aos sonhos, ele sonha

Inocentes olhos, buscam a beleza
na simplicidade das pequeninas coisas
que só ele vê, só ele entende...

Dócil, ele canta a vida
e a vida se encanta com ele

Passarinho...
liberdade...ninho
Tão pequenino
e tão grande em seu jeito de ser...

regina ragazzi






Flor...

Flor...

Solitária,
olhava o sol que já ia,
pensava na noite que vinha...

regina ragazzi

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

(mas ela já cresceu faz tempo...)

(mas ela já cresceu faz tempo...)

Ausente do presente
Os olhos que veem
são de uma menina

regina ragazzi

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Encontrei em meus arquivos...Sobre o destino



Sobre o destino

Acredito em destino. O que tiver que ser será

  Sigo o meu caminho
Não sei onde vai dar
Cruzei com flores e espinhos
Amei, chorei,
Perdi ganhei...


“O importante é que emoções eu vivi”
Roberto Carlos


Acho que tudo acontece em nossa vida como tem que acontecer. Cada pessoa já tem o seu destino traçado, e por mais que tentemos desvia-lo (se é que isso seja possível) acabamos sempre chegando onde realmente deveríamos chegar. Algumas pessoas chegam em nossa vida pra ficar, pra escrever junto com a gente uma história. Outras só passam por nós e nem chegamos a percebê-las. E há aquelas que chegam, ficam por um tempo e depois vão embora. Essas deixam suas marcas.. São um capítulo à parte em nossa história. São pessoas especiais que de alguma forma mudam a nossa vida (mas não o nosso destino). Nos trazem alegrias, outras, tristezas. Nos fazem sorrir, outras vezes, chorar. Mas sempre quando se vão deixam saudade...
Se um dia elas retornarão ninguém pode saber. Depende exclusivamente do que está escrito na história de cada um. A nós só nos resta seguir nosso caminho e torcer para que muitas coisas boas aconteçam durante o percurso que trilharmos até que cheguemos ao desfecho final de nossa história. A partir daí, tudo se torna um mistério...

regina ragazzi

(07/10/09)




...


Hoje acordei pássaro...

regina ragazzi

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Coisas


Coisas

Um rio
Uma jangada

Uma sombra
Uma morada

Uma árvore
Uma estrada

Uma terra
Uma semente

Um sonho
De repente...

regina ragazzi

Tuas mãos

Tuas mãos

Gosto quando tocas em meus cabelos
Quando acaricias meu rosto com leveza
Quando seguras com firmeza minha mão
Nas horas de minhas angústias

Gosto do toque de tuas mãos em meu corpo
Nas nossas noites de amor
Das mãos que estendes
Quando me chamas pra junto de ti

Gosto quando secas minhas lágrimas
E me acalmas
Falas comigo através de tuas mãos
Não precisas de palavras
Ao segura-las
Não tenho medo de nada

Amo as tuas mãos

regina ragazzi
(27/07/09)

segunda-feira, 26 de novembro de 2012



Nesta noite de perder o sono,
a tua mão na minha já me bastaria...

regina ragazzi

Quase pronto


Quase pronto

Nasceu o primeiro verso!
Nas linhas, juntam-se as palavras
A seu tempo, o poema estará completo

regina ragazzi

Que saudade!!!!!!

 
 
Acordei cheia de saudades...Deve ser esse tempo nublado e esse silêncio de manhã cedinho...(republicando)
Seis da manhã. Desperto. O quarto ainda às escuras.
Abro a janela... claridade, cheiro de mato, canto de pássaros...
Fico ali, debruçada, olhando a paisagem.
O jardim, o lago, o caminho de eucaliptos, a ponte... mais distante
a estrada.
Flores de maracujá, bananas no cacho, limoeiros, jabuticabeiras, laranjais, e mais e mais... O pé de manga cheiroso, que delícia!
Ali também já se plantou mandioca, milho e até feijão.
Seguindo...
Os cavalos do vizinho no pasto. Cachorros correndo, brincando e latindo quebrando o silêncio, alegrando a manhã.
Flores... de todo o jeito, de todas a cores e perfumes.
Muitas folhagens.
Uma parada...
Vou à cozinha. Água no fogo... café quentinho, mesa posta, o jornal...
Ligo o rádio. Não! rs
Vou à cozinha. Ligo o rádio. Água no fogo... café quentinho, mesa posta, o jornal...
Mais uma olhada...
A rede adormecida no quiosque rodeada de flores, umas no chão, outras suspensas.
Bem perto, meu pé de manacá da serra. Flores brancas, rosas e roxas (tão lindo!), tantos botões se abrindo.
Rosas, hibiscos, hortências, lírios,... um canteiro só de maria- sem –vergonha vermelho, claro... rs
Orquídeas presas às árvores...
Tantas mais, todas plantadas por mim.Um lindo jardim. Cuido com carinho de cada uma. delas.
Depois do café...
Uma longa caminhada na estrada de chão batido. O bom dia a algum vizinho também madrugador. Vez ou outra passa um carro, uma moto, uma carroça, um cavalo...bois para todo lado, cercados.. Casas que ainda não acordaram...
De volta a casa...
Um banho, um descanso. Não por muito tempo.
Hora do almoço.As panelas me aguardam. Ali tudo ficava mais gostoso, mesmo que fosse só um arroz com feijão.
Uma cerveja, um tira-gosto, muito papo, muitas risadas.
Pudim de leite condensado
Preguiça generalizada.
Um cochilo na rede
Entardecendo...
Bolo no forno.
Na cadeira da varanda, ou sentada no chão encostada à parede, concentrada na leitura.
Bom, nem tanto assim... de vez em quando, perco meus olhos em algum lugar. Às vezes só pensando. Um bom lugar para fazer reflexões.
Fico ali por horas, numa paz tão grande.
Anoitece...
Hora de partir...
Despedindo do jardim, da casa, do meu paraíso...
Um lugar tão simples, tão aconchegante, tão belo.
Portões se fecham.
E lá vou eu para cidade...
 
regina ragazzi

domingo, 25 de novembro de 2012

Deu branco...afff

Ele olha pra mim
eu olho pra ele,
mas definitivamente
hoje não estamos nos entendendo...

regina ragazzi



Praia do Recreio- RJ

Então foi assim, em 10 dias o meu primeiro contato com a poesia
Aquela coisa de olhar e dizer:Ohhhh!!!
Uma manhã de quinta coberta de névoa
e um surfista
Parece nada né??
Você tinha que estar lá pra ver....

regina ragazzi

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Ah... eu sou assim...(republicando) Ah... eu ainda sou assim...


Ah... eu sou assim...
 
Ah ... eu sou assim!
Às vezes alma
Às vezes corpo
Lúcida e louca
Certinha ou destrambelhada


Ah ... eu sou!


Um rio de lágrimas
Ou uma intensa gargalhada
Sou vida formigando nas veias
Sou a maior hóspede do precipício...


Sou silêncio absoluto
Ou falo pelos cotovelos


Eu sou essa mulher sem sentido
Cheia de nós
Mas tenho um coração
que não para de pulsar
e exteriorizar sentimentos


Porque são tantos
que não cabe guardá-los
Só pra mim,
aqui dentro do peito ...

regina ragazzi
 
 

segunda-feira, 12 de novembro de 2012


Às vezes tenho medo
Que me falte a palavra
Não sei quantos silêncios
ainda  me cabem dentro
Onde guardá-los
sem que me sufoquem
Estreitam-se os meus espaços
Não extravaso...

regina ragazzi

Desvario de poeta


Em busca do céu

Cinco dedos olhando pra algum lugar
Um aponta e diz: Olha... é lá!
Um outro menos confiante, responde:
não, não vai dar
Os restantes  acompanham,
( só com o olhar.)
E a mão, incansável,
fica estática tentando ajudar...

regina ragazzi

(louca mente de poeta)
Poeta!!???

Pensamento vago...




Fora de alcance,
os ondes e os quandos
divagam...

regina ragazzi

domingo, 11 de novembro de 2012

Cadeia de mimdim - Chuva e sol

Chuva e sol
Final
de
chuva
.
             Lenta,
             a gota
             pinga


             da
             folha...
            ao chão


            Lento,
            o sol
            chega

           e desfaz
           a gota
           e a poça...



regina ragazzi

Para saber mais sobre o mindim visite:

sábado, 10 de novembro de 2012


O poema seria completo
Não lhe houvessem arrancado,
abrupta, a raiz
De que valem agora os remendos?
O mal já está feito....

regina ragazzi

Agradecida



Agradecida

Deus é tão bom pra mim!
Além de me cuidar,
me deu esses olhos de enxergar....

regina ragazzi

Arteiro


Arteiro

Eu vi, na madrugada,
um sonho pular a janela
e brincar na calçada...

regina ragazzi


sexta-feira, 9 de novembro de 2012

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Voo

Voo

Um sonho nas asas
me veste de pássaro
E vou céu afora...

regina ragazzi

Gris...



Gris...

Sou vestida de cinza
e já nem me importo
Sou das manhãs frias,
dos dias de chuva,
dos nostálgicos outonos.
Do silêncio,
da madrugada,
da lágrima,
da solidão...
Essa solidão fincada no peito
nasceu comigo e morrerá assim
Tudo bem,  é perfeito pra mim

O que sou me fez enxergar
a beleza rara do gris
(nem todos têm esse privilégio)
Mas não me impediu de ver
o  mundo  em outras cores
e eu as vejo sempre, sempre
quando meus olhos azulam...

regina ragazzi

Aos meus olhos...




Aos meus olhos...

Uma manhã,
perfeita de cinza,
de neblina,
de cores,
de verde,
de pássaro,
Borboletas...asas
Meus passos...
Cabelos molhados
Alma lavada

regina ragazzi

terça-feira, 6 de novembro de 2012

De longe,
(não sei bem de onde)
um silêncio cantou pra mim...

regina ragazzi

Olhares...(republicando)

Meu olhar curioso gosta de descobrir coisas nos olhares dos outros...
Uma leitura muito particular...

Olhares...


Olhar de vento...esvoaçante...
Misturando as cores da íris
Arco luminoso abrindo caminhos
Alma vagando entre dois mundos
Portas se abrindo...

 

Olhares ...(02)


Na mistura das cores...infinito
Espelho de intenso brilho
Vento soprando dentro e fora do círculo
Passos indecisos...


Olhares...(03)
Na amplidão do olhar...o universo
Fonte de luz e energia
Conquista insólita
refletida na retina


Olhares...(04)


Céu estrelado
Desertos
Geleiras
Montanhas
Matas...


Olhares ...(05)

Dentro... um jardim
onde florescem margaridas
As chuvas da primavera
as deixaram mais bonitas...


Olhares...(06)


Da terra ao céu
procura e não vê
Espera...

regina ragazzi