Seguidores

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Sonhar-te


Sonhar-te
Emaranhado em meus cabelos
Cheiro de vento
Mãos de areia arranhando minha pele
Sol... dourando meus pelos
Água de cachoeira se derramando em mim
Correnteza que me leva indefesa pra onde quiser
Sou folha que desce o rio ao encontro do mar
Desaguas... desfaz-se nas ondas
Desmancha-se...enquanto eu...
eu sigo solitária pra longe de ti...

regina ragazzi

_________________

Uma linda interação do poeta José Manoel  Brazão

O mar em nossos sonhos

Vens do mar,
desse mar imenso,
que nos distancia,
mas nos aproxima!

Quando nos vimos
em poucas palavras
nos sentimos
com carinho,
afecto,
e um doce amor!

Te vi como um anjo,
mas vieste do mar
e serás uma sereia,
sereia do amor!

José Manuel Brazão
_________________

Obrigada poeta por mais esse poema lindo e inspirado
Obrigada amigo por mais essa parceria
Abraço carinhoso e fraterno

regina ragazzi

4 comentários:

  1. Lindo o teu poema.
    Um abração. Tenhas um lindo domingo.

    ResponderExcluir
  2. Sentia falta de ler um poema com elementos naturais em ótimas construções semânticas!!
    Ótimo blog!

    ResponderExcluir

Obrigada por ter vindo. Deixe seu comentário. Bj carinhoso