Seguidores

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Voar ... sonhar ...


Vem...
Abra a janela deste teu olhar
Salte e se acomode em minhas asas
já que ainda não sabes voar
Deixa que eu te leve ao infinito
Te mostre os sonhos que visualizo
As formas  as cores...
Os cheiros que eles têm

Vem...
Não tenhas medo... não há perigo
Sonhar não faz mal a ninguém
Segure-se em mim bem firme
E me deixe apenas te mostrar
Que este mundo existe
E que podes sonhar também
Os teus próprios sonhos
Voar... com tuas próprias asas

Solte-se... bem devagar...
Voe entre o céu e o mar
É tua toda esta imensidão
Não tenhas pressa pra teu sonho acabar
Deixe-o acontecer o tempo que durar
O tempo que ele possa
 mesmo em sua impossibilidade
Te realizar...






4 comentários:

  1. Bonito poema, amiga Regina.
    Um abração. Tenhas uma boa noite.

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema. E como existem pessoas querendo voar e não tem coragem, carregam medos do desconhecido e não aproveitam a beleza que a vida lhes dá. Beijos no teu coração. Bom feriadão.

    ResponderExcluir

Obrigada por ter vindo. Deixe seu comentário. Bj carinhoso